quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Vamos aprender "moçambicanês"? A-C

Vocês pediram e nós atendemos. Vamos falar mais sobre Moçambique. E nada melhor do que começar pela linguagem. 

Moçambique tem como língua oficial o português. No entanto, segundo dados do Recenseamento Geral da População e Habitação de 97, ela é a língua materna de apenas 6% da população, percentagem que, na cidade de Maputo, chega aos 25%.

Além disso, Moçambique possui diversas línguas nacionais (línguas, não dialectos), todas derivadas da grande família de línguas bantu. As principais, de sul a norte, são:  XiTsongaXiChopeBiTongaXiSenaXiShona,ciNyungweeChuwaboeMacuaeKotieLomweciNyanjaciYaoXiMaconde e kiMwani. Poucas, né?

Aqui em Maputo, o nosso vocabulário (uma espécie de calão) tem influências das línguas nacionais e do inglês, principalmente. 

Eu e a Ju, com a ajuda de vários amigos, preparamos uma lista das palavras mais usadas por nós. É de lembrar que a maior parte delas, senão todas, não consta no dicionário, tá? 

Começamos, óbvio, pela letra A e vamos até à C.

A

Az'go - vamos embora. Vem da palavra inglesa go
Awena - uma espécie de interjeição. Usamos quando nos surpreendemos com algo ou também quando queremos chamar alguém. É meio difícil de explicar o significado, porque é uma expressão usada em diversas situações 

B

Bacela - usa-se quando se vai aos mercados informais fazer compras. Quando pedimos bacela, estamos a pedir que o vendedor a quem comprámos algo nos dê algo a mais, de graça. Por exemplo, se compramos 1kg de laranjas e pedimos bacela, o vendedor vai dar mais 2 ou 3 laranjas (se ele quiser, claro!)
Bipar - ou também mandar um toque. Ligar para uma pessoa e deixar o celular tocar só uma vez, para chamar a atenção da pessoa para quem ligamos. Também se diz mandar um bip 
Bater style - fazer pose, gingar
Babalaza - estar com ressaca, depois de beber muito 
Bazar - significa ir embora "vamos bazar". Mas também significa aquele lugar onde se vendem muitas coisas 

C

Comé - abreviação de "como é que é", utiliza-se quando cumprimentamos alguém ou quando queremos saber como é que a pessoa está
Cualalada - pessoa que está com a pele seca, áspera, que não passou creme (nas peles negras nota-se mais quando a pele está seca, porque fica meio esbranquiçada)
Cabecear - ou dar uma cabeçada, significa enganar alguém, passar a perna 
Chuinga - chiclet, vem do inglês chewing gum, que nós abreviamos até ficar essa palavra (quando alguém vier cá, não peça chiclet, tá? Ou pastilha elástica)
Cocuana - velho ou velha
Caga p'ra cena - significa não ligar mais para uma coisa, deixar de se interessar por algo, não querer mais saber de alguma coisa ou de alguém


Eu e a Ju vamos tentar fazer um vídeo em que usamos algumas destas expressões, para vocês perceberem bem o seu significado, tá? Amanhã continuamos com as letras D, F e G.


Fonte: Wikipédia

3 comentários:

Mari disse...

Aaaaaah, adoro BACELAR! :P

Mari disse...

e às vezes fico babalaza!

Anónimo disse...

Nos bacelem com mais palavras